Ano Novo… Vida Nova?

Clipboard01

Ano Novo… Vida Nova?

Vai um ano, chega outro. E o que fica daquele que foi?

Tristezas, decepções, angústias, a lembrança da lava-jato, das mentiras, da politicagem, dos abusos de poder? Claro que existem situações que são inesquecíveis (boas e más). Entretanto, como podemos ter um Ano Novo, mas não uma vida nova, que possamos construir uma nova vida. Uma vida de esperança, de amor, e de reconstrução.

Que possamos, não só nos primeiros dias de 2016, mas em cada minuto dele, ter atitude de amor. Só a delicadeza e a sensibilidade do Amor podem nos fazer mais felizes.

É só o que posso desejar a todos – que se apropriem das melhores lembranças de sua vida para inspirar os dias que virão. Que o passado sirva apenas para refletirmos sobre nossos erros, e que sirva para adubar o terreno fértil da Esperança. Isto o que tenho feito nesses últimos dias de 2015 – recuperar as boas lembranças para que sepultem tudo o que ficou de ruim, de mal.

Que possamos ser mais solidários, que possamos de alguma forma, atenuar o sofrimento do outro – pelo menos dos que estão ao nosso redor.

Sim, estas serão minhas palavras – chave para 2016: AMOR, ESPERANÇA e GRATIDÃO, a quem me concedeu momentos de felicidade, a quem compartilhou minha caminhada e caminhou junto, mesmo que, às vezes, tenha ferido os pés.

Um 2016 de Saúde e Paz é o que desejo a todos vocês que me incentivaram a prosseguir, a todos vocês que me concederam uns minutos do seu tempo para ler minhas crônicas, para me escrever – criticando ou elogiando, críticas são essenciais para o aprimoramento.

FELIZ 2016.

Deixe um comentário!