Mostra a cara, Brasil!

daisyout22Todos nós sabemos que o Brasil é um país de múltiplas riquezas. E além das inúmeras riquezas naturais, temos mil referências, oferecidas pelos povos que por diferentes razões para cá vieram e enriqueceram nossa cultura.

Sempre me encantou poder constatar que, mesmo assim, meu país manteve sua própria identidade, respeitadas as características regionais. Diferente de outros países, temos um só idioma; com sotaques diferentes, mas o mesmo. Temos lendas e hábitos diferentes, que variam em cada região do Brasil; temos uma culinária que representa muitas partes do mundo, até trajes típicos diferentes por região nós temos. Na verdade, é como se tivéssemos vários países dentro de um só, tal a variedade nas diversas manifestações culturais regionais.

Entretanto, nunca vi o Brasil tão dividido, tão perversa e intencionalmente dividido pelos que resolveram jogar uns contra os outros e estabelecer dois grupos: Nós e Eles.

Como assim, cara pálida? Por que a arrogância de alguns se acharem donos da verdade e criadores de tudo o que o Brasil tem de bom? Por que não admitir as verdades que estão nos documentos, a insatisfação do povo? Por que manter as pessoas conformadas com a mediocridade e uns poucos trocados, “pensando com o estômago”, estratégia por demais conhecida e até criticada no passado pelos mesmos que a utilizam hoje?

O Brasil não há de ser para sempre esta fênix que precisa renascer a cada governo, a cada administração que chega e despudoradamente trata o país como se estivesse nascendo naquela hora. Por que não ter a humildade de reconhecer e aplaudir medidas que foram tomadas anteriormente e que precisam, sempre precisam, ser aperfeiçoadas, melhoradas, modernizadas?

Esse é um traço na nossa cultura que precisa ser discutido e reformulado, porque estimula a repetição, desde a mais alta administração do país a qualquer seçãozinha de achados e perdidos, de uma tradição perversa: o novo chefe que chega, chega sempre para reinventar a roda. Ora, por favor, a palavra humildade na boca dessas pessoas chega a soar ridícula.

Que tenham grandeza e competência para merecer a generosidade e a confiança deste povo que não merece ser desrespeitado com mentiras e artimanhas. Que este povo possa formar suas próprias opiniões, a partir de informações verdadeiras, que não precise votar em A ou B para manter este ou aquele privilégio, porque dar educação, condições de vida e saúde e oportunidades não são favores que se prestam a um povo, mas uma obrigação dos governantes. Como é obrigação nossa votar em quem acreditamos, não naqueles que algum cacique político indique.

Tenho a convicção de que o meu país não vai aceitar que lhe imponham outras caras que não a sua própria. Tenho a convicção de que não vão conseguir dividir o meu povo entre “nós e eles”, porque somos NÓS. Somos nós, somos Brasil, e vamos atender ao pedido do Poeta: vamos mostrar a nossa cara, que não é pálida, e que já foi cara-pintada, para lutar pela liberdade de expressão e pelo voto livre.

Mostra, Brasil, mostra a tua cara!

 

Deixe um comentário!