Prisão Voluntária

As pessoas passavam calmamente naquela praça como se fosse natural aquela moça estar ali, aprisionada. Ela também, muito calma, lia seu livro e parecia não se incomodar com o barulho ao redor…

Mas eu não consegui seguir adiante na minha caminhada. Parei e estou compartilhando com vocês a história:

Deixe um comentário!