Viajando Sozinha – Providências para NÃO passar SUFOCO – diário das viagens de Daisy Lucas

Continuando nosso Diário de Viagem atendo a algumas amigas que me perguntaram “Como consigo me organizar para dar tudo certo?”

Não tem mistério, o segredo está no planejamento cuidadoso.
Existem algumas providências imprescindíveis para que você diminua ao mínimo as possibilidades de se aborrecer.

Documentos / Check –In e Check – Out

Todos os meus documentos de viagem – RG ou Passaporte, Bilhete aéreo ou Passagem de ônibus, reservas de hotel e roteiros – eu levo impressos na minha bolsa de mão, embora use aplicativos para tudo isto. É mais uma precaução, além de manter o celular sempre carregado para mostrar as passagens e as reservas nos aplicativos. Outra precaução é levar Xerox do Passaporte ou do RG. Tenho uma amiga que precisou correr a um consulado brasileiro por ter sido roubada, ajudou muito ter a Xerox do passaporte.

Praticamente todas as companhias abrem o check-in 24 horas antes do voo. Fica muito mais tranquilo e agradável realizar essa operação em casa, confortavelmente, as filas costumam ser enormes.

Quando for fazer o check-in em hotéis esteja com a reserva impressa pronta a ser acessada caso precise comprovar se realmente a instalação que está sendo oferecida é a que foi contratada.

Faça o check-out em hotéis com muita calma, reserve um tempo para poder concentrar-se na Nota Fiscal, já me aconteceu pagar pelo que não consumi, só que eu percebi isto depois de haver um oceano entre nós – eu e o hotel…

MOBILIDADE:

Quando viajo sozinha costumo pesquisar antes sobre os lugares aonde vou estar – pontos turísticos, pontos de meu interesse mesmo que não sejam pontos turísticos consagrados,

Figura 1 esta bolsinha já foi copiada por uma amiga. é super prática e uma costureira fez. E cabe na bolsa.

localização destes pontos para ter referência sobre escolha de hotel, tipo de comida, restaurantes, passeios, preços. Aí cabe um tópico especial – sempre é bom você saber desde antes da viagem quanto custam os passeios (o planejamento é mais seguro e minimiza a possibilidade de pagar preço irreal), o transporte público, se na cidade onde está é vantajoso pegar taxi.

Informar-me sobre a localização do hotel e o tipo ou tipos de transporte que vou precisar utilizar é coisa que sempre faço; minha preferência sempre é a do transporte público, mas existem algumas cidades em que precisa – se apelar para taxi. Mais uma vez é prudente e recomendável um contato com o hotel para ter indicação de transfer seguro do aeroporto, em que você já sabe o valor que vai gastar.

Ainda sobre mobilidade – gosto de me informar se existe um melhor horário para os lugares, aprendi isto quando fui à Praia do Jacaré, na Paraíba, o por do sol mais bonito que já vi no Brasil, com direito a ritual com fundo musical de Bolero de Ravel, é o máximo. Só que quem chegar dez minutos depois vai ver um lugar que tem bares interessantes, mas que não o diferencia de qualquer bairro de sua cidade.

SEGURANÇA

Como fazer:

  1. Você pode fazer contato com a gerência do hotel e perguntar sobre condições de segurança da cidade e do bairro em que está o hotel, geralmente costumam responder com seriedade, mas é claro que você deve buscar a informação em outras fontes. Quando se contrata hotel por site de hotelaria existe sempre um campo para que se faça contato com a gerência.
  2. Em alguns sites você tem a imagem da fachada do hotel e até mesmo do entorno.

BAGAGEM

Muita atenção para o que vai levar na viagem para não carregar excesso de peso ou pacotes que vão dificultar deslocamentos, fonte de possíveis aborrecimentos porque um pacote pode ser esquecido em algum balcão de aeroporto, em algum banco de espera, enfim… Quando se viaja sem companhia não vai haver aquela pessoa que fica para trás checando o que foi esquecido, essa pessoa é você mesmo.

Quando pretendo fazer compras durante a viagem, a maleta que na volta será a bagagem de mão costuma ir dentro da mala maior. Na viagem de ida levo nas mãos apenas a bolsa.
Indispensáveis são os cadeados para as duas malas, nem tudo cabe em cofre de hotel… Eu, por exemplo, costumo levar notebook e sempre o guardo dentro da maleta, trancada com cadeado.

* * *

Deixe um comentário!