Ih! Acenderam a Luz!

Voltando às “reflexões pandêmicas”, quando lembrávamos que as famílias ou, pelo menos, uma grande, enorme maioria (no mundo inteiro) teve que se encarar face a face, fico imaginando quantas máscaras não caíram dos rostos…

Ao contrário das máscaras “higiênicas” que ficam grudadas ao rosto por elástico, a máscara no sentido figurado fica grudada mesmo é com orgulho, vaidade ou fingimento. Aliás, até por insegurança e medo há quem utilize máscaras na vida. Mas essa máscara não se consegue descolar lavando o rosto. E no contato diário, solitário, imagino como estas pessoas devem ter sofrido, ou ainda podem estar sofrendo.

E nesse ponto eu me lembro da frase de Abraham Lincoln, que foi presidente dos Estados Unidos e que morreu assassinado, como aconteceu por lá outras vezes. A frase é “pode-se enganar a todos por algum tempo, pode-se enganar alguns por todo tempo, mas não se pode enganar a todos por todo o tempo”.

Ironia… a máscara, em outros tempos servia para esconder rostos de ladrão de banco ou de estrelas pop tipo Michael Jackson. Hoje é item obrigatório, somos todos excêntricos pop stars…

E os casamentos com 24 horas de convivência? Imagino que muito casamento está se desmanchando na rotina do sorriso cansado, do amorparasempre vivido 24 horas por dia.

Muitos pais estão tendo que exercitar paciência para desempenhar o papel que lhes cabia apenas aos fins de semana e hoje, além do home office, da preocupação com o vírus, ainda precisam lidar com as questões cotidianas da gestão de uma casa, do dever de escola e da inquietude em que ficam as crianças quando não podem correr e brincar livremente.

Não se pode enganar o tempo todo mesmo; em algum momento cai a máscara, puxada do rosto pela convivência estreita e contínua: não há fingimento que resista.

Voltando a Lincoln, eu estendo a reflexão: não se pode enganar a todos por todo o tempo, mas o problema é quando a pessoa engana a si mesmo e descobre de si, vendo-se no espelho do olhar do outro, que não passa de uma grande mentira.

imagem do Pixabay

Bom, como tudo tem um lado B, e eu creio nisso firmemente, existe um ponto muito positivo nesse tempo: é o tempo da desmistificação das mentiras. Temos o exemplo das Fake News.

Olhando com atenção e calma o que está acontecendo, vemos que muita coisa está sendo descoberta de uns tempos para cá – muita tramoia, muito roubo, e não é só no Brasil, está acontecendo por aí em todo lugar.

Muita gente arrogante está caindo do cavalo – até os cientistas, muitos se julgavam uns quasedeus. E daí? Os brilhantes cérebros estão levando uma surra monumental desse viruzinho sem vergonha.

A imagem que me vem à cabeça é que, em algum ponto do Universo, acenderam a Luz. E o que acontece quando uma luz se acende?

Ilumina o ambiente, é óbvio.

Ah, e quando o ambiente é iluminado, as sujeiras aparecem, o que estava escondido se revela, e nada fica escondido.

Bom, espero que essa Luz que percebo e a que me refiro, ilumine as mentes e os corações, para que possamos todos sair dessa mais dignos de pertencer à raça humana.

# cuidado com a máscara…
# sai o batom, entra a máscara.
# se puder rir um pouquinho, aproveite o momento.

1 Comment

Deixe um comentário!