O Futuro é Hoje

Em meio a tanta mudança temos que rever conceitos.

No nosso século XXI, o que era ontem já não é mais. Até aí tudo bem, tenho plena consciência de que é a mudança que nos move, que nos leva à descoberta, ao novo. “Nada é mais permanente do que a mudança”, dizia um antigo professor. Concordo com ele.

O problema não é mudar, o problema é não saber para onde estamos mudando. Mudar um conceito por outro? Tudo bem, mas necessitamos saber qual é o outro, quem vai substituir o antigo, dar nome aos bois, caso contrário tudo vira a própria Babel.

E aí está a minha questão. O que vejo? As pessoas querendo mudar (e até mudando), sem um plano, sem tentar saber o que vem depois, sem sequer imaginar o que aquela mudança poderá acarretar em sua vida…. Será melhor? Pior? Vou permanecer na mesma? O que vai significar esta mudança em minha vida?

Imagino eu que as pessoas medianamente inteligentes estão aproveitando o tempo parado e estão refletindo sobre o que são, o que querem da vida, o que é factível, o que vai demandar esforços maiores, e por aí vai.

Entretanto, tenho amigos que dizem: Essa pandemia, este isolamento só está servindo para as pessoas ficarem mais egoístas, não vai haver mudança nenhuma nas pessoas.

Talvez eu seja muito otimista, ou pode ser que seja mais observadora do que esses amigos, ou tenha a sorte de conhecer pessoas que tem o incrível hábito de pensar.

E pensando, pensando, lembro bem de quando, num tempo nem tão longínquo assim, imaginávamos quando seria possível falar ao telefone vendo a pessoa com quem se falava. Gente, estou falando de vinte anos atrás, o Face Time foi anunciado na WWDC (Apple Worldwide Developers Conference) de 2010.

Revolucionário, temos que reconhecer. E imagino que devem existir recursos tecnológicos que a maioria de nós nem pode imaginar, porque ainda estão em final de pesquisa ou são tão valiosos que são guardados a mil e uma chaves,

E daí vem minha pergunta a vocês, e o meu pedido para que reflitam no que vou perguntar: VOCÊS ACREDITAM, QUE EM PLENO 2020, os homens de Poder mundial ainda gastarão o dinheiro de seus países fazendo guerra como se fez antes?

Será que ainda gastarão dinheiro deslocando tropas, alocando seus milhões em aviões, exércitos, navios, submarinos. Será que ainda gastarão dinheiro deslocando canhões, por exemplo?

Hummmm….acho que não.

Para mim, a guerra do “ futuro “será mais simples, mais barata, e mais devastadora.

Será…do tipo biológica, por exemplo. Envenenamentos em massa, vírus espalhados pelo mundo afora… Dizem que o gás Sarin já foi identificado em alguma dessas “batalhas”.

Bem-vindos ao Futuro, porque ele pode ter chegado.

# Ficção científica? Sei lá, me diga você.
# Enquanto isso, CUIDE-SE.

Deixe um comentário!