O Violino do Tsunami

Se tem alguma coisa que eu admiro no povo japonês é a persistência. E a resiliência. Não pense você que estou me referindo a situações abstratas, que estou fazendo imagens metafóricas, não; definitivamente não.

Este meu depoimento nasceu da observação da rotina dos japoneses, de obstinação que demonstram o tempo todo, e que pude acompanhar no tempo em que lá fiz cursos de Gestão da Qualidade. Pude comprovar que eles aplicam realmente cada conceito que pregam.

Para início de conversa, já é surpreendente como conseguiram desenvolver técnicas agrícolas tão aprimoradas, sendo o Japão um arquipélago. Tudo bem, um imenso arquipélago com centenas de ilhas, mas não possuem grandes extensões de terra, como por exemplo, o nosso país. Além dessas características, os terremotos são super frequentes, pode-se dizer que em determinada época do ano são praticamente diários.

A primeira vez que vivi um episódio de terremoto, me lembro que acordei com a sensação de que estava dentro de um barco que balançava. Ligando para a portaria do hotel, soube então que era um dia de terremoto – pequeno, felizmente, mas terremoto.

Sempre que sei de alguma realização referente à cultura japonesa procuro comparecer. Dessa vez, fui a uma Exposição promovida pelo Consulado Geral do Japão.

O tema? “A Beleza do Artesanato de Tohoku”. Dizia o convite que a região foi severamente atingida pelo tsunami em 2011 e que, para a beleza do artesanato do povo local ser apreciada, e sua rica história permaneça viva, a exposição corre mundo.

Eu não disse? Resiliência! Diante da adversidade, o povo japonês busca força interior para lutar e se recuperar. Gosto disso, um grande exemplo para todos nós.

E tive conhecimento da linda história do violino japonês, de muita sensibilidade, que não conto agora para que você tenha a oportunidade de conhecê-la, e entender qual a relação entre a árvore e o violino em: https://youtu.be/GmgajRPX25k

#máscara ainda? Por mim, esperaria o resultado das festas de fim de ano…

1 Comment

  • Denise disse:

    Tb aprecio o povo japonês! A delicadeza e seriedade com que tratam qq questão, me encantam!
    É muito linda a história do Violino do Tsunami!
    Sensibilidade total!
    Parabéns pela crônica!👏👏👏👏

Deixe um comentário!