Tag: cultura

Crianças atingidas por balas perdidas no Rio, crianças sírias e africanas morrem tentando chegar à Europa… e nós, o que fazemos sobre isso?

  Se quiser ir mais rápido, vá sozinho, se quiser chegar mais longe, vá em grupo. A primeira vez que ouvi esse provérbio africano estava exatamente numa aldeia de zulus, em Lesoto. Claro que me impactou muito mais profundamente do que se tivesse lido em algum lugar, ou assistido em algum documentário, porque ali eu …

Vamos circular?

Um tempo atrás, assistindo ao noticiário da TV, soube que o desmatamento da Amazônia somente no mês de junho dobrou em relação ao mesmo período de 2015. Fico a me perguntar como é possível, em pleno terceiro milênio, tempo de tanta informação, fatos como este continuarem a acontecer. Dizer que o Brasil é o segundo …

Bendito pão nosso de cada dia

Basta zapear um pouco, não só pela TV aberta, mas pelos canais a cabo, e você, em qualquer horário, certamente vai encontrar um programa de gastronomia: doces, salgados, comida regional, enfim, toda sorte de cardápio e de gente com umbigo encostado no fogão. Pilotando-o, homens, mulheres, altos, baixos, gordos, magros, gente de tudo quanto é …

Morte lenta

Já “naveguei’ por alguns “mares profissionais”. Fui professora, fonoaudióloga, quase formanda em Jornalismo, pedagoga empresarial. Trabalhei com gente simples, com gente importante, com profissionais competentes e com incompetentes também. Aliás, a bem da verdade, devo confessar que, para minha sorte e bom aprendizado, foram pouquíssimos os incompetentes com quem esbarrei no mundo do trabalho. Já …

Grande Vinicius

Não poderia haver momento mais adequado para se denominar um país “Pátria Educadora”. A expectativa de vida aumentando progressivamente (já nutro até a recôndita esperança de me tornar imortal ou, no mínimo, de viver até uns cento e pouco…), a Ciência e a Tecnologia avançando num galope jamais visto, a internet deixando tudo (e todo …

Aux armes, citoyens![1]

Não, meu nome não é Charlie, e nem precisaria ser para me horrorizar com as cenas que mostraram pessoas sendo covardemente executadas em seu local de trabalho. Naquele dia, todos nós trocamos de nome, viramos um universo inteiro de “Charlies”, porque não acredito que algum ser que tenha minimamente alguma noção de solidariedade e que …