Quer Saber?

Outro dia um amigo meu estava lamentando como existem pessoas que adoram perturbar, fazem questão de prejudicar, plantam armadilhas… e por aí vai.

Bom…, eu conheço o caso, sei que ele está coberto de razão, mas como gosto de ser pacificadora imediatamente tentei mudar o rumo da prosa. E perguntei: pobre pessoa, deve ser bem infeliz; o que você pode fazer por ela?

Não, não riam, não façam como meu amigo que ficou pensando ser a minha pergunta um deboche. Foi difícil convence-lo do contrário, comprovar a sinceridade das minha palavras e intenção.

Não que eu não acreditasse em sua reclamação, não que eu seja alguma Poliana, que só veja o mundo cor de rosa, nada disso. Sei que existem – e como existem, pessoas que fazem tudo para atrapalhar a vida do outro, para tornar o fácil difícil. No trabalho e nas relações, quem nunca se deparou com pessoas assim? Mas, se tivermos bom humor suficiente, autoestima em boa altura e inteligência emocional, podemos fazer uma leitura diferente do que a simples “a pessoa tal quer me prejudicar, quer me perturbar…”

Em primeiro lugar, se a tal pessoa é um ser desagradável, desonesto, ou simplesmente chato, por que razão você vai lhe dar o poder de conseguir estragar seu dia, de trazer preocupação? Dirija-lhe aquele sorrisinho básico e vá para o outro lado da sala…

Se o tal personagem for um ser rançoso e fizer parte de grupo com que você se relaciona, congela. Isso mesmo, congela…, fala menos, olha menos, fica na sua. Se estiver no ambiente de trabalho, não é tão simples, sinto lhe informar que você vai ter que aturar…

Enfim, todo esse “prefácio” tem como objetivo contar as sugestões que dei ao meu amigo. E disse-lhe também, que junto com uma nova leitura dos fatos, ele deveria agradecer.

E digo a você a mesma coisa: agradeça a quem complicou a sua vida, tenha sido com má vontade, com falsidade, com desonestidade, ou sei lá o quê.

Como assim? Pois vou te dizer: imagina como sua inteligência se desenvolveu graças a esta pessoa…; quantas novas sinapses seu cérebro desenvolveu para você se ver livre das confusões fabricadas, para escapar das, vamos dizer assim, armadilhas criadas pela falsidade ou desonestidade, ou outra dade qualquer.

Quer saber? Sou muito sincera quando digo que nós deveríamos agradecer a quem nos complica os dias… Pode crer… Essas pessoas estão nos aprimorando, nossa capacidade de reagir e de resolver problemas fica afiadinha e a nossa alma….

Ah, essa vai ficar brilhando mais que ouro.

Quer saber?

# Máscara, ainda… até quando? Quem saberá dizer?

Deixe um comentário!