Haja Coração

Imaginem vocês por quanta situação complicada passa um dirigente de país. Nós, pobres mortais, quando temos algum sério problema a resolver ficamos nervosos, irritados, perdemos o sono, muitas vezes saímos descontando o nervosismo e raiva em quem não tem nada com isso…

Presidentes, primeiros-ministros, reis, rainhas, precisam resolver situações difíceis diariamente, o que nem sempre acontece a nós, plebeus, cujo nível de decisão não vai prejudicar a Economia, ou ter consequências com outros países. Entretanto, esses dirigentes precisam preservar sua imagem, plantar um sorriso no rosto quando na verdade sua vontade seria cuspir no mundo.

Pois é… Lilibeth tem vivido nesse sufoco por setenta anos. Com setenta de reinado e noventa e seis de idade, ainda tem saúde e paciência para ficar da varanda vendo, entre sorrisos, o povo gritar e aplaudir e os aviões fazerem acrobacias em sua homenagem, o que, vamos combinar, deve ser incrivelmente chato.

Chego até a pensar que ela tem, de verdade, sangue azul e algum diferencial no seu DNA, que a grande maioria dos habitantes do planeta não tem. Ou então tem coração de ferro, titânio, aço inoxidável, pedra, sei lá o quê.

É, Bebeth sabe viver, bem que podia vender sua receita, ia ficar muito mais rica do que já é.

Com receita ou sem receita, quero aproveitar e deixar aqui minha admiração e minha homenagem: God Save The Queen.

Deixe um comentário!