Sobras da Pandemia #2

Os Vampiros do Tempo

Ao longo da vida assisti e ministrei alguns workshops sobre “Como Administrar o Tempo”.

Houve uma época em que esse trabalho se dava em pencas nas empresas, não sei se era modismo (é, amigos, existe isso no mundo empresarial…) ou simplesmente conscientização de como a vida é curta e o tempo é valioso e fundamental na produtividade.

Pois bem, voltando do passado, eis que chego a fevereiro de 2020. Com que frequência eu ouvia “iiihh, não vou ter tempo para fazer isso”, “estou numa enrolação de tempo”, “minha agenda está lotada”…

Veio a tal da pandemia e aí… olha o tempo sobrando.

Se a falta de tempo era angustiante, é incrível como tempo de sobra é muito mais. Aí o que mais eu ouvia é “não sei mais o que fazer para ocupar meu tempo”, “não aguento mais ficar em casa”…

E como para tudo tem um jeito, apareceram soluções as mais variadas. O Zoom se espraiou por esse mundo afora, lives e mais lives, cursos até de como palitar os dentes sem quebrar palito.

Exageros à parte, o povo – especialmente os autônomos, ia bolando situações para recuperar seus ganhos de alguma forma, algumas bem criativas, outras medíocres, mas, de qualquer jeito, as pessoas saíram do torpor e retomaram suas atividades

Ai, sim, a VIDA ministrou o maior e mais competente workshop que eu já vi sobre Tempo, aproveitamento de tempo, uso eficaz do tempo, e o tempo, enfim, virou de fato senhor da razão, como diz o ditado.

Claro que nem todo mundo entrou nessa vibe,houve quem preferiu ficar reclamando da vida e cultivando a dificuldade. Mas quem gosta de viver foi logo identificando em que deve ocupar seu tempo em prol de si mesmo e do outro, e em que atividades o está desperdiçando.

Quem se deu ao direito de refletir sobre o fato, percebeu que o tempo mata quando se esgota, mas também cura, quando se faz bom uso dele. Para isso, é necessário se identificar quais são, em nossa vida diária, os vampiros do tempo, aqueles que chupam o sangue e não o transfundem novamente para gerar energia e saúde.

Você conseguiu perceber quais são os “vampiros” do seu tempo?

Espero que sim.

Ah, se quiser ver um filme bem interessante sobre o assunto assista “O Preço do Amanhã” (https://youtu.be/OY6rwxgZpGA), que vimos e comentamos em um grupo do qual faço parte e que começou como uma solução criativa da amiga Lucinha para matarmos saudade uma das outras. Foi o que fizemos até virarmos “críticas de cinema” rsrsrsrs.

# Vai com calma, as “ondas ” se sucedem, até a vacina chegar vamos ter que nos cuidar.

Deixe um comentário!